News > Notícias

Data: 20.04.2016 Fonte: Squadra/Zero Hora

Gustavo Caleffi participa de Congresso Mundial de Contraterrorismo

Recém-chegado de visita à Espanha e Israel, o diretor da Squadra e especialista em segurança estratégica Gustavo Caleffi respondeu a duas perguntas do jornalista Túlio Milman sobre terrorismo no mundo.

1) É possível acabar com o terrorismo usando somente as armas da democracia?

Sim. Israel é um país extremamente democrático que consegue conter o terrorismo e, por isso, é referência mundial. A democracia precisa ter regras e limites, e esses devem ser aplicados. Temos hoje uma distorção muitas vezes da democracia, em que muitos entendem que a democracia permite tudo. Isso, no meu ponto de vista, não é democracia, e sim anarquia.

2) Muitos grupos terroristas já foram aniquilados. O problema é que outros, ainda mais violentos, surgiram depois. Não tem alguma coisa errada com as estratégias que o senhor foi aprender na Europa e em Israel?

É muito claro que sempre teremos terrorismo no mundo. Nenhum dos países citados tem a percepção de que irá acabar com o terrorismo, mas o esforço é enorme para poder conter o máximo possível e tratar de estratégias que dificultem esse tipo de atividade, com foco na preservação da vida e na dissuasão da criação de novos grupos. Se não houver um entendimento da comunidade internacional em tratar em conjunto esse assunto, o que a princípio não há, principalmente pelo lado de alguns países muçulmanos, nunca se conseguirá ter sucesso na redução desse tipo de crime.

Copyright © 2011 - Squadra Consultoria

squadra@squadraconsultoria.com.br

Tel: +55 (51) 3026.3184