News > Artigos

Data: 17.08.2011

Milícia ou cansados da impunidade?

Lucas Saporiti

Há tempos venho compartilhando com familiares e amigos minha visão sobre um possível cenário sobre a segurança do nosso país. Diante de algumas notícias, tive a pretensão de escrever um artigo a Zero Hora, a fim de compartilhá-la com todos.

Algumas notícias chamaram minha atenção nas últimas semanas. A última delas, na edição de 11/11, relata a existência do que chamam de “milícia dos taxistas”. Em outra, a polícia faz seu trabalho, prendendo bandidos e recapturando-os novamente. Os criminosos vistos nessa matéria, no Jornal do Almoço, foram soltos rapidamente e deixaram a delegacia sorrindo, orgulhosos e debochando das autoridades, mesmo após confessarem o crime diante das câmeras.

Mesmo com esse contexto, outra notícia informa a aprovação de alterações no Código de Processo Penal, que vem na contramão da realidade criminal, beneficiando réus, dificultando a condenação de criminosos, e dificultando o trabalho de investigação das polícias.

Obviamente, não se pode favorecer a lei da selva, do “olho por olho, dente por dente”, mas a legislação atual, que preserva mais os direitos de criminosos do que das pessoas de bem, está fazendo com que a população faça justiça com as próprias mãos. Há quem considere uma milícia a organização dos taxistas para combater o risco que enfrentam todos os dias. Por outro lado, não seria a reação de uma categoria à série de crimes de que tem sido vítima e para os quais a justiça não tem dado resposta? Isso fica nítido ao abrirmos as páginas policiais de muitos jornais que noticiam, quase que diariamente, notícias como: Passageiros espancam assaltante de ônibus urbano; Comunidade de Cariacica espanca ladrão; Ladrão é espancado ao ser flagrado roubando; Milícia de taxistas, entre outras. A pergunta que faço é: até quando a população vai aguentar pacificamente? Os sinais de revolta já começaram a surgir, se nossos legisladores não tomarem as providências cabíveis, possivelmente a revolução chegue antes que a reforma.

Veja também

Copyright © 2011 - Squadra Consultoria

squadra@squadraconsultoria.com.br

Tel: +55 (51) 3026.3184